Make your own free website on Tripod.com


§ O Código de Milão §




Pela palavra solene do Regente Gorchist, este é o único e verdadeiro Código de Milão, revisado do manuscrito original nesta noite de 21 de dezembro de 1993. Longe das cinzas de nossa grande guerra poderá a paz reinar dentro desta seita eternamente. Um juramento de compromisso foi feito pelos Regentes e Prisci na presença de todos os líderes da facção e outras 50 testemunhas, seguindo fielmente todos os regulamentos impostos por este, incluindo aqueles do Cardinal Huroff, Bruce de Guy, Agnes e Charles VI; e os Arcebispos Beatrice, Una, Tecumseh, Toth, Aeron, Marsilio, Rebecca, Julian e Sallucio. Todas as outras facções devem obedecer e apoiar fielmente este Código agora revisado, ou pedir a separação do Sabbat.

Estes são os estatutos que compõem o Código de Milão:

I. Os Sabbat deverão permanecer unidos para apoiar a seita do Regente. Se necessário, um novo Regente será eleito. O Regente deverá ajudar a liberação dos tiranos, proporcionando a liberdade do Sabbat.

II. Todos os Sabbat deverão fazer o melhor possível para servir seus líderes enquanto os mesmos servirem à vontade do Regente.

III. Todos os Sabbat deverão observar fielmente todos os Auctoritas Ritae.

IV. Todos os Sabbat deverão manter sua palavra de honra um para o outro.

V. Todos os Sabbat deverão tratar seus companheiros corretamente e igualmente, defendendo a força e a unidade do Sabbat. Se necessário, eles deverão proporcionar as necessidades dos companheiros.

VI. Todos os Sabbat devem colocar acima de tudo, o bem da seita antes de qualquer necessidade pessoal, a qualquer preço.

VII. Aqueles que não são honrados sob este código serão considerados menos do que a igualdade e portanto, desmerecedores de assistência.

VIII. Como sempre foi, assim será. A Lextalionis é o modelo para a justiça imortal pelo qual todos os Sabbat deverão permanecer.

IX. Todos os Sabbat devem proteger uns aos outros dos inimigos da seita. Um inimigo pessoal deverá permanecer como responsabilidade pessoal, ao menos que estes ameacem a segurança da seita.

X. Todos os membros da seita devem proteger o território do Sabbat de todas as forças.

XI. O espírito de liberdade deve ser o princípio fundamental da seita. Todos os Sabbat devem esperar e exigir a liberdade de seus líderes.

XII. Os Direitos da Monomacia devem ser utilizadas para estabelecer as disputas entre os Sabbat.

XIII. Todos os Sabbat devem apoiar a Mão Negra.

XIV. Todos os Sabbat tem o direito de monitorar o comportamento e as atividades do estimados membros da seita afim de manter a liberdade e a segurança.

XV. Todos os Sabbat possuem o direito de convocar um conselho entre seus companheiros e líderes diretos.

XVI. Todos os Sabbat devem atuar contra os membros da seita que utilizam poderes e autoridades para obter ganhos pessoais às custas do Sabbat. As ações deverão ser tomadas somente por meios que sejam aceitos e aprovados a um quorum da Prisci.





Texto encontrado na Internet.